Querido R.

“Querido R., Escreva uma declaração de amor pra mim num papel bem pequeno, depois dobre muitas vezes e amarre num barbante da cor que você escolher. Diga o que quiser, desde que seja verdade. Pode ser o que ficou guardado por anos, o seu rancor escondido. Grite também, se quiser gritar em maiúsculas, em caixa-alta. Ou fale baixinho, numa voz rouca, aquilo que você nunca teve coragem de me dizer, o seu segredo mais bem guardado, a sua vergonha velada. Deixa eu encostar na sua voz distante quilômetros de distância como quem tira a sua calça devagar, a sua boca encostando na parte interna da minha escápula uma letra de cada vez.” O texto-carta de amor “Querido R.” foi publicado na edição n. 4 da revista Zzzumbido (Out./2017). Você pode baixar o pdf da revista com a íntegra do texto aqui: zzzumbido_04.

OUTROS TEXTOS:

manual de mergulho (2017)

halley (2018)

para minha avó (2016)